às 16:47:00

ALUNO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DA FASA MOC INTEGRA EQUIPE FINALISTA DA 9ª EDIÇÃO DO CAMPUS MOBILE

Mathews Martins Sant'ana Lima (8º período de Sistemas de Informação FASA - Montes Claros), Wilian Araújo Lopes e João Victor Souza Alves (alunos de Ciências Biológicas na UFMG - Belo Horizonte) compõem a equipe Equipe Educame, classificada entre as três melhores na categoria Educação

O concurso de inovação e empreendedorismo do Instituto Claro – Campus Mobile – está em sua 9ª edição e incentiva universitários e recém-formados a construírem soluções com impacto social por meio de aplicativos. Após uma semana de palestras, mentorias, maratonas de programação e oficinas com especialistas e profissionais do mercado, o Campus Mobile divulgou, na sexta-feira (05/02) os projetos finalistas.

Este ano, a iniciativa, que tem parceria com a Associação do Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC) e apoio da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) e do hub de inovação da Claro, o beOn, está sendo realizada totalmente online. A etapa de semana imersiva contou com 198 jovens de 68 universidades pelo Brasil, mentoria de seis tutores e 18 embaixadores. Os três finalistas de cada categoria agora disputam o primeiro lugar para ganhar, além de prêmio em dinheiro, uma viagem de imersão ao Vale do Silício, nos Estados Unidos, para conhecer empresas de sucesso na área de tecnologia. (Fonte oficial: https://www.institutoclaro.org.br/campus-mobile/noticias/apos-semana-imersiva-9a-edicao-do-campus-mobile-divulga-seus-finalistas/).

Dentre milhares de alunos inscritos, 198 foram selecionadas para a segunda etapa, 37 foram finalistas, entre eles um aluno da FASA Moc. Importante destacar que, na categoria Educação foram apenas 5 finalistas. A equipe, nomeada de Educame, é composta por Mathews Martins Sant'ana Lima, acadêmico de Sistemas de Informação da FASA - Montes Claros; Wilian Araújo Lopes e João Victor Souza Alves, ambos acadêmicos de Ciências Biológicas da UFMG - Belo Horizonte).

De acordo com João Victor Alves, “o projeto é uma plataforma que reúne um hub de soluções metodológicas inovadoras com materiais, divulgação científica e jogos didáticos com a missão de cessar o decréscimo de aprendizado no ensino remoto e a distância (EAD) e acrescentar no aprendizado do ensino presencial; estimulando crianças e adolescentes a se encantarem pelos processos de aprendizado por meio da gamificação colaborativa com os professores, ensino personalizado para determinado modo de aprendizado do aluno e um ambiente digital lúdico”.

O acadêmico da FASA Moc, Mathews Martins Sant'ana Lima, ficou muito satisfeito com o sucesso do projeto, visto que, em 9 edições do programa, e envolvendo todas as universidades do Brasil, é a primeira vez que uma equipe com um participante/líder que estuda na Santo Agostinho chega à final. “Dentre milhares de selecionados, ficamos entre as 16 melhores, e após essa etapa, ficamos entre os 3 finalistas. Como é importante o incentivo para o empreendedorismo”, destaca o acadêmico. 


Fonte: