às 15:08:00

ACADÊMICOS E PROFESSORAS DO CURSO DE ENFERMAGEM DA FASA MOC PUBLICAM ARTIGO NA REVISTA SAÚDE COLETIVA

Artigo fala sobre a contribuição da tecnologia no cuidado ao paciente na atenção primária durante uma pandemia

Através de uma proposta da Mostra de Estágio do curso de Enfermagem, cuja temática era a tecnologia da informação aplicada à saúde, surgiu o interesse de um grupo de acadêmicos em elaborar um artigo para publicação em uma revista científica. Desse modo, os acadêmicos Joyce Lemos de Souza Botelho, Flávio Santiago Ferreira Cardoso, Marta Duque de Oliveira, Gislene Soares do Carmo e as professoras Rosana Franciele Botelho Ruas e Ingred Gimenes Cassimiro de Freitas realizaram um estudo aprofundado com o tema: “Cuidado do paciente na atenção primária: contribuição da tecnologia durante uma pandemia”.

O objetivo principal do estudo é avaliar como e quais tecnologias podem ser implantadas para dar continuidade do cuidado e educação em saúde, com enfoque nos pacientes classificados grupo de risco para COVID-19. Trata- se de uma revisão integrativa realizada nas bases de dados MedLine e Lilacs, no período de 2015 a 2020, ao final realizado uma análise para identificar nos artigos a relevância e elegibilidade.

A partir dos dados dos estudos, elaboraram o artigo que foi, então, submetido a Revista Saúde Coletiva, que tem por objetivo a divulgação de assuntos na área de Saúde Coletiva, colaborando, assim, com o desenvolvimento técnico-científico dos profissionais. O artigo foi aceito e publicado na Edição 55 (Ano 10) do mês de Agosto de 2020 (ISSN 1806-3365 / ISSN 2175-2982).

Segundo a acadêmica Joyce Lemos de Souza Botelho do 8 período de Enfermagem, “o trabalho desenvolvido tem grande relevância para a área da Enfermagem. A Enfermagem deve estar fazendo seu papel até mesmo em situações esporádicas como uma pandemia. Com o estudo podemos perceber que há como continuar podemos buscar soluções, sem perder a qualidade do cuidado. A dúvida de como continuar surgiu dos nossos professores da Enfermagem, que plantou a semente da curiosidade, para que desenvolvêssemos este trabalho, que agora contribui para todos”, conclui a acadêmica.


Fonte: